Destaque

Notícias

22/05/2015Nossa paróquia se fez presente no lançamento do livro de Dom Eugênio Sales

O lançamento do livro, publicado pela Editora da UFRN, aconteceu ontem, dia 21/05, às 19 horas, no auditório da Casa da Indústria, da FIERN, situada Senador Salgado Filho, bairro de Lagoa Nova, em Natal.

E teve a participação de membros de nossa paróquia.

Entre janeiro e março de 1963, o jornalista norte-americano Michael Murphy fez uma entrevista com o então Administrador Apostólico de Natal, Dom Eugênio de Araújo Sales. O jornalista trababalho na Arquidiocese de Natal, entre 1961 a 1963, como Diretor da Cáritas norte-americana. A entrevista, feita em inglês, e nunca publicada, agora se transforma no livro “Dom Eugênio Sales em Natal – fé e política”. O texto foi traduzido pelo professor e jornalista Manuel Carlos Chaparro e por Camy Harland Condon. O livro foi organizado por Safira Bezerra Ammann, Marcos José de Castro Guerra e por Otto Euphrásio de Santana. A publicação, segundo o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, “revela, em primeira mão, na integralidade, o contexto e os fundamentos da ação pastoral do Movimento de Natal, estimulado por Dom Eugênio de Araújo Sales.” Dom Jaime escreveu o prefácio da obra.

Natural de Acari (RN),Dom Eugênio foi bispo auxiliar e Administrador Apostólico da Arquidiocese de Natal, nas décadas de 50 e de 60.

+ mais

Ver as últimas notícias

21/05/2015
Confira as Fotos da Nossa Feijoada - 17/05

Aconteceu neste domingo (17/05) a tradicional feijoada da nossa paróquia, confira aqui as fotos do evento


19/05/2015
Papa: faz bem pensar no momento da nossa despedida

Cidade do Vaticano (RV) – Na manhã desta terça-feira, o Papa celebrou a Missa na Casa Santa Marta. A homilia foi centralizada no discurso de Jesus antes da Paixão e na despedida de Paulo em Mileto antes de ir a Jerusalém. O Papa se inspirou nas leituras do dia para falar do que significa dizer adeus para um cristão.

Cristãos obrigados a fugir das perseguições

“Jesus se despede, Paulo se despede – disse – e isso nos ajudará a refletir sobre nossas despedidas”. Na nossa vida, observou, “existem tantas despedidas”, pequenas e grandes, e há também “tanto sofrimento e lágrimas”. O Pontífice, então, dirigiu o pensamento aos que são vítimas das perseguições e obrigados a fugir:

“Pensemos hoje naqueles pobres de etnia (ndr) rohingya de Mianmar. No momento de deixar suas terras para fugir das perseguições, não sabiam o que lhes aconteceria. E há meses estão numa embarcação, ali… Chegam a uma cidade, onde lhes dão água e alimentos, e dizem: ‘vão embora daqui’. É uma despedida. Aliás, hoje acontece esta grande despedida existencial. Pensem na despedida dos cristãos e dos iezites (cristãos iraquianos, ndr), que acreditam não poder voltar mais para sua terra, porque foram expulsos de casa. Hoje”.

Existem pequenas e grandes despedidas na vida, reiterou o  Papa, como a “despedida da mãe, que saúda, dá o último abraço ao filho que parte para a guerra; e todos os dias se levanta com o medo de que alguém lhe diga: ‘agradecemos muito pela generosidade de seu filho, que deu a vida pela pátria’. E há também a “última despedida – disse – que todos nós devemos fazer, quando o Senhor nos chama para o outro lado. Eu penso nisto”.

O momento do adeus

Essas grandes despedidas da vida, “inclusive a última – reiterou –, não são as despedidas como ‘até logo’, ‘até breve’, que são as despedidas que indicam um regresso imediato ou depois de uma semana: são despedidas que não se sabe quando e como voltarei”. E recordou que o tema do adeus está presente também nas artes e nas músicas:

“Vem-me uma em mente, a dos alpinos, quando o capitão se despedida dos seus soldados: o testamento do capitão. Eu penso na grande despedida, na minha grande despedida, não quando digo, 'até depois', 'até mais tarde', 'até breve', mas 'adeus'? Estes dois textos dizem a palavra 'adeus'. Paulo confia a Deus os seus companheiros e Jesus confia ao Pai os seus discípulos, que permanecem no mundo. ‘Eles não são do mundo, mas cuida deles’. Confiar ao Pai, confiar a Deus: esta é a origem da palavra 'adeus'. Nós dizemos "adeus" somente nas grandes despedidas, sejam as despedidas da vida, seja a última”.

Vai nos fazer bem pensar em nossa despedida deste mundo

“Eu creio - afirmou - que, com estes dois ícones - o de Paulo, que chora, de joelhos na praia, todos ali, e Jesus, triste, porque ia para a Paixão, com os seus discípulos, chorando no seu coração - podemos pensar na nossa despedida. Vai nos fazer bem. Quem será a pessoa que vai fechar os meus olhos?”:

“O que eu deixo? Tanto Paulo quanto Jesus, todos os dois, nestas duas passagens fazem uma espécie de exame de consciência: ‘Eu fiz isso, isso, isso ...’ E eu o que fiz? Mas nos faz bem nos imaginarmos naquele momento. Quando será, não sabemos, mas haverá o momento no qual 'até depois', 'até breve', 'até amanhã', 'até mais' vai se tornar 'adeus'. Estou preparado para confiar a Deus todos os meus entes queridos? Para confiar-me a Deus? Para dizer aquela palavra que é a palavra da entrega do filho ao Pai? "

O Papa concluiu então a sua a homilia aconselhando todos a lerem as leituras de hoje sobre a despedida de Jesus e de Paulo e a “pensar que um dia” também nós deveremos dizer a palavra “adeus”: “A Deus confio a minha alma; a Deus  confio a minha história; a Deus confio os meus entes queridos; a Deus confio tudo”. “Que Jesus morto e ressuscitado – foi a sua invocação final - envie-nos o Espírito Santo, para que aprendamos a palavra, aprendamos a dizê-la, existencialmente, com toda a força: a última palavra, adeus”.(BF-SP)



12/05/2015 Papa: ainda hoje cristãos morrem em nome de Deus
07/05/2015 Papa: “O verdadeiro amor não pode se isolar. Se é isolado, não é amor”
06/05/2015 Seminário “Nordeste, 60 anos depois: mudanças e permanências”
Ver todas

Eventos

23/05/2015Confira a programação do NightFever

Confira aqui o folder digital com a programação do evento.


A sua vida nunca mais será a mesma!!!

+ mais

Ver os últimos eventos

01/05/2015
Paróquia de Santo Afonso comemora mês Mariano

Começou nesta sexta-feira, 1º de Maio, as celebrações do Mês Mariano na Paróquia de Santo Afonso Maria de Ligório, em Mirassol. Até o dia 31 de maio serão realizadas missas, recitação dos terços e procissões, com participações de Pastorais, Movimentos, Serviços, famílias e principalmente, devotos de Nossa Senhora.

Com a participação de crianças da Catequese, Padre Carlos Sávio, celebrou às 19h00 a Santa Missa da comunidade, precedida pela recitação do Terço Mariano. 

Também nesse dia 01/05 - dia do trabalhador - e dia em que a Igreja Católica dedica a São José Operário como o patrono universal do trabalhador, padre Sávio lembrou que São José é o modelo ideal do operário. Sustentou sua família durante toda a vida com o trabalho de suas próprias mãos, cumpriu sempre seus deveres para com a comunidade, ensinou ao Filho de Deus a profissão de carpinteiro.

Fotos - Eloi - Agente da Pascom



30/04/2015
Vem aí o NightFever - 23/05/2015 - Click aqui e descubra

Data: 23/05/2015
Hora: Das 22:00:00 às 05:00:00
Local: Igreja Santo Agostinho
Endereço: Praça Hélio Galvão, no Conjunto dos Professores, próximo a UFRN, Natal - RN
Valor: Entrada franca. 


Atrações:

Início às 22h com Santa Missa (Padre Carlos Sávio )
Adoração Santíssimo Sacramento
Workshops com diversos temas
Confissão e aconselhamentos
Participação de Padre Nunes
Encerramento às 05h (24/05) com Santa Missa (Padre Inácio Lopes) 


A ideia do Nightfever nasceu logo após a Jornada Mundial da Juventude em Colônia, na Alemanha, no ano de 2005. Depois que dois estudantes universitários, Katharina Fassler e Andreas Süß, da cidade de Bonn organizaram uma noite de adoração, a ideia tornou-se um projeto, espalhando-se por toda Alemanha, alcançando, deste modo, outros países, tanto na Europa como em outros continentes, sendo hoje um movimento católico que cresce ano após ano. No Brasil, o Nightfever já acontece há dois anos em cidades do sul/sudeste, e Natal será a primeira cidade do norte/nordeste a realizar o Nightfever que ocorrerá no dia 23 de Maio de 2015 na Igreja de Santo Agostinho.

A ideia principal que se esconde por trás do Nightfever é simples e ao mesmo tempo genial: à noite nós abrimos as igrejas e convidamos pessoas que passam por perto das igrejas para entrar e rezar um pouco, experimentando o Espírito de Deus no silêncio do coração.


Primeiro uma visita à igreja e depois ir pra balada? Ou talvez o contrário: primeiro uma balada e depois igreja? 
Nightfever deseja convidar especialmente os jovens, mas também os adultos, para que tenham um encontro pessoal com Deus. Muitos jovens, hoje em dia, não têm uma relação profunda com a fé e com a igreja católica. Por esse motivo, queremos ir até às ruas onde esses jovens se encontram para fazer-lhes esse convite pessoalmente. Normalmente, quem sai nas sextas ou sábados de casa, já tem um plano diferente para a noite: beber com amigos em um bar, dançar, assistir o show de um(a) cantor(a), enfim, se divertir.
Ao fazer o convite a estes jovens, pedimos que eles deixem de lado por alguns minutos o plano deles para a noite, entrando por pouco tempo na igreja. Aos jovens que aceitam o nosso convite é entregue uma vela que poderá ser acesa na igreja e depositada diante do Santíssimo.

Entrar e sair da igreja de acordo com o tempo e desejo de cada um!
Quem entra na igreja fica surpreso com a atmosfera agradável: a igreja está iluminada praticamente com velas e, em algum lugar lá dentro, músicas de adoração deixam o ambiente ainda mais acolhedor e convidativo à uma experiência profunda e pessoal com Jesus eucarístico. O tempo que alguém fica, cada um decide por si mesmo: poucos minutos, 15 minutos e, quem sabe, uma hora?
Além disso, o visitante poderá ainda retirar de uma caixinha com vários versículos, uma mensagem para si mesmo, ou então sentar-se em algum lugar da igreja, como também, se desejar, escrever num bilhete seus pedidos de oração. Também há a possibilidade de falar com um padre ou confessar-se, caso haja esse desejo.
Cada jovem que visita a igreja é livre pra decidir o que fazer: pode-se caminhar pela igreja até encontrar um lugar onde a pessoa sinta-se bem.



29/04/2015 II Pós Encontro do ECC - Um testemunho de Vida
22/04/2015 Arquidiocese promove Encontro de Formação para Catequistas
13/04/2015 33 crianças recebem a Primeira Eucaristia na Paróquia de Santo Afonso (11/04/15)
Ver todos

Horário das missas

Igreja Santo Afonso

Segunda a Sexta19h
Domingo8h - 19h

Igreja Santo Agostinho

Segunda a Sexta17h30
Sábado19h30
Domingo11h - 17h30

Capela do Campus

Domingo7h30 - 18h30 - 20h




Paróquia Santo Afonso
Av. Santos Dumont, S/N, Mirassol, Natal-RN afonsinforme@gmail.com
Tel: 84 3615-2855
May 24, 2015, 8:02 am

kflauber@gmail.com