Notícias

03/09/2015A dupla confissão para chegar ao verdadeiro encontro com o Senhor

Cidade do Vaticano (RV) – Comentando o Evangelho do dia sobre a pesca milagrosa, com Pedro que lança as redes confiando em Jesus depois de toda a noite sem apanhar nada, o Papa falou da fé como ‘encontro com o Senhor’. 

“Antes de tudo – afirmou o Pontífice – gosto de pensar que Jesus passava a maior parte de seu tempo nas ruas com o povo. Depois, no fim da noite, ficava sozinho e rezava; mas ele encontrava o povo, procurava as pessoas”.

Nós, por vez, temos dois modos de encontrar o Senhor. O primeiro é o de Pedro, dos apóstolos, do povo: 

“O Evangelho usa a mesma palavra para esta gente, para o povo, para os apóstolos, para Pedro: ficaram ‘espantados’. O espanto invadiu ele e todos. O Povo sentia Jesus e sentia este espanto e dizia: ‘Este homem fala com autoridade, ninguém nunca falou assim’. Outro grupo que encontrava Jesus não deixava que este ‘espanto’ entrasse em seu coração. Os doutores da lei ouviam Jesus, faziam suas contas e pensavam ‘que ele era inteligente, dizia coisas verdadeiras’, mas tomavam distância”.

O Papa prosseguiu lembrando que os mesmos demônios confessavam, proclamavam que Jesus era o ‘Filho de Deus’, mas como os doutores da lei e os fariseus ruins, “não tinham a capacidade de se espantar, eram fechados em sua suficiência, em sua soberba. Pedro reconhece que Jesus é o Messias, mas confessa também que é um pecador: 

“Os demônios chegam a dizer a verdade sobre Ele, mas não falam nada deles, porque não podem: a soberba é tão grande que os impede de dizê-lo. Os doutores da lei dizem: ‘É inteligente, é um rabino capaz, faz milagres!’... mas não dizem ‘Nós somos soberbos, nós somos pecadores’. A incapacidade de nos admitirmos como pecadores nos afasta da verdadeira confissão de Jesus Cristo. Esta é a diferença”. 
  Esta é a diferença entre a humildade do publicano que se reconhece pecador e a soberba do fariseu que fala bem de si mesmo: 

“Esta capacidade de dizer que somos pecadores nos abre ao espanto do encontro de Jesus Cristo, o verdadeiro encontro. Também em nossas paróquias, em nossas sociedades e entre as pessoas consagradas. Quantas pessoas são capazes de dizer que Jesus é o Senhor? Muitas! Mas como é difícil dizer sinceramente: ‘Sou um pecador, sou uma pecadora’. É mais fácil dizê-lo aos outros, não? Quando se comenta ‘este, aquele’... todos somos doutores nisso, não? Para se chegar a um verdadeiro encontro com Jesus é necessária uma dupla confissão: ‘Tu és o Filho de Deus e eu sou um pecador’, mas não apenas na teoria: por isso, por aquilo e por aquilo outro’”. 

Concluindo a homilia, o Papa destacou que Pedro se esqueceu do espanto do encontro e renegou o Senhor, mas já que era humilde, deixou-se encontrar com o Senhor quando seus olhares se encontram. Ele chorou e voltou a confessar: “Sou um pecador”. 

“Que o Senhor nos dê a graça de encontrá-lo, mas também de deixarmo-nos encontrar por Ele. Nos dê a graça, tão bela, deste espanto do encontro, e a graça de termos a dupla confissão em nossa vida: ‘Tu és o Cristo, Filho de Deus vivo, creio. E eu sou um pecador, creio’”.


+ mais

Ver as últimas notícias

01/09/2015
Papa: confortem-se uns aos outros com obras e palavras boas

Cidade do Vaticano (RV) – A esperança do encontro final com Cristo é reforçada entre os cristãos graças ao “consolo” mútuo em Jesus, feito de “boas obras e boas palavras” e não de “fofocas”. Foi o que afirmou o Papa durante a homilia matutina na Casa Santa Marta, cuja celebração foi retomada nesta terça-feira (1º/9), após a pausa do verão europeu.O Papa iniciou a reflexão a partir do trecho da carta de São Paulo que fala sobre o comportamento da antiga comunidade de Tessalônica. Uma comunidade “inquieta”, que se questionava e perguntava ao Apóstolo o “como” e o “quando” do retorno de Cristo, qual o destino dos mortos e à qual era preciso dizer: “Quem não trabalha, não come”.

Fofocas não confortam

São Paulo, observou o Papa, afirma que o “dia do Senhor” chegará improvisamente “como um ladrão”, mas acrescentou que Jesus trará a salvação a quem acredita n’Ele. E conclui: “Consolem-se mutuamente e ajudem-se uns aos outros”. E “é justamente a consolação – reitera o Papa – que dá esperança”:

“Este é o conselho: ‘consolem-se’. Consolem-se mutuamente. Falar disso: mas eu me pergunto: nós falamos disso, que o Senhor virá, que nós o encontraremos? Ou falamos de tantas coisas, também de teologias, de coisas de Igreja, eh?, de padres, de irmãs, de monsenhores, tudo isso? E o nosso consolo, é esta esperança? ‘Consolem-se mutuamente’. Consolem-se em comunidade. Nas nossas comunidades, nas nossas paróquias, se fala disso, que estamos à espera do Senhor que virá, ou se fofoca disso, daquele, daquela, para passar um pouco o tempo e não se aborrecer muito?

O julgamento e o abraço

No salmo responsorial, acrescenta Francisco, “repetimos: ‘Estou certo de contemplar a bondade do Senhor na terra dos vivos”. Mas você, - pergunta o Papa - tem a certeza de contemplar o Senhor?”. O exemplo a seguir é o de Jó, que, apesar de suas desventuras afirmava decidido: “Eu sei que Deus está vivo e vou vê-lo, e vou vê-lo com estes olhos”.

“É verdade, Ele virá para julgar e quando vamos à Sistina vemos a bonita cena do Juízo Final: é verdade. Mas pensemos também que ele virá me ver para que eu O veja com meus próprios olhos, O abrace e esteja sempre com Ele. Esta é a esperança que o Apóstolo Pedro nos diz para explicar com a nossa vida aos outros, para dar testemunho da esperança. Este é o verdadeiro conforto, esta é a verdadeira certeza: “Tenho a certeza de contemplar a bondade do Senhor’”.

O conforto de boas palavras e obras

Como São Paulo aos cristãos de ontem, o Papa Francisco recorda o conselho para aqueles da Igreja contemporânea: “confortem-se uns aos outros com as boas obras e se ajudem uns aos outros. E assim vamos para frente”:

“Peçamos ao Senhor esta graça: que a semente de esperança que semeou em nossos corações cresça, cresça até o encontro final com Ele. “Estou certo de que eu verei o Senhor’. ‘Estou certo de que o Senhor vive’'. ‘Estou certo de que o Senhor virá a encontrar-me’: e este é o horizonte de nossas vidas. Peçamos ao Senhor esta graça e nos confortemos uns aos outros com as boas ações e as boas palavras, neste caminho”. (RB-SP)



27/08/2015
Padre João Medeiros Filho celebrou 50 anos de vida sacerdotal

‘Sacerdos in aeternum’ (Sacerdote para sempre)

O Padre João Medeiros Filho, do clero da Arquidiocese de Natal, celebrou na noite de terça-feira (25/08/15), o jubileu de Ouro de 50 anos de vida sacerdotal, em Missa de Ação de Graças na Igreja de Santo Agostinho, no Conjunto dos Professores, em Natal.
Compareceram à celebração os Bispos Eméritos, Dom Matias e Dom Heitor; Padre Valdir Cândido de Morais, Padre Nunes da paróquia de N.S.Aparecida em Neópolis, Padre Gutemberg Simplício, Padre Gilmar Pereira, Padre Vicente Laurindo, Padre Valquimar Nogueira, Cônego José Mário, Monsenhor Tércio Nascimento, da Diocese de Caicó, Padre Gerar Hubert Hensgens, o nosso querido Padre Pio; Padre Costa e Padre Gleiber Dantas que fez a homilia com homenagens ao aniversariante da noite. Também se fizeram presentes os Diáconos Francisco Teixeira, João Batista e Eugênio Lima. Monsenhor Lucas Batista Neto, pároco de Santo Afonso acolheu todos na bonita festa preparada por paroquianos e devotos de Santo Afonso e Santo Agostinho. 

Amigos do Seridó, do Oeste e de outas regiões do RN e Estados vizinhos vieram prestigiar e parabenizar o Padre João Medeiros, além de políticos, seminaristas, religiosos e religiosas e familiares.

Padre João Medeiros, o "brocoió de Jucurutu" como ele mesmo se titulariza, foi ordenado sacerdote em sua cidade Natal no dia 25 de agosto de 1965, na Igreja Matriz de São Sebastião, com a imposição das mãos de Dom Manuel Tavares de Araujo, bispo da Diocese de Caicó.

Na Diocese de Caicó exerceu os cargos de Pároco de São Sebastião, em Jucurutu. Em Caicó foi Vigário Paroquial da Catedral de Santana, Pároco na Igreja Matriz de São José, Chanceler da Cúria Diocesana, Governador do Bispado de Caicó (pró-vigário geral) e Diretor do Departamento Diocesano de Ação Social de Caicó.

Padre João, morou em Roma e na Bélgica e serviu na Arquidiocese do Rio de Janeiro. O Sacerdote é um intelectual com vários livros publicados e membro da Academia Norte Rio Grandense de Letras.

 Admirador e devoto de Santo Agostinho, escolheu a Igreja do Santo e Doutor da Igreja para celebrar a festa dos 50 anos de sua vida sacerdotal. Lembra, e resume nas palavras de Santo Agostinho, a missão e a identidade sacerdotal nestes termos: “Nossa ciência e esperança é Cristo. É Ele quem infunde em nós a fé com respeito às realidades temporais e nos revela essas verdades que se referem às realidades eternas para ensinar e transmitir a nossos irmãos” (De Trinitate 13, 19).

Fotos - Eloi Cirne


27/08/2015 Na audiência, Papa 'candidata' as famílias ao Prêmio Nobel
23/08/2015 "Meus pais não me entendem" foi o Tema do Pós-Encontro do Segue-Me (23/08/15)
16/08/2015 Pastoral Familiar realiza a 4ª Formação de Noivos nos dias 15 e 16/08/15
Ver todas

Eventos

23/08/2015Festa de Santo Agostinho acontece no período de 25 a 29 de Agosto de 2015





FESTA DE SANTO AGOSTINHO - AGOSTO DE 2015

MOTIVAÇÃO

A nossa paróquia se alegra novamente para celebrar a festa do padroeiro de nossa comunidade Santo Agostinho, recordando os sete anos de inauguração e dedicação desta Igreja. Refletiremos durante essas cinco noites de Celebração Eucarística, com o auxílio dos sacerdotes, sobre o exemplo de conversão do nosso patrono, que deve suscitar em nós um ardente desejo de buscar cada vez mais, fazer a vontade de Deus em nossa vida.

Abrimos as comemorações em honra deste estimado doutor da Igreja, unindo a nossa ação de graças à celebração do 50º ano de vida sacerdotal de Padre João Medeiros Filho, que colabora com a nossa comunidade na Eucaristia e na oração. É mais um momento especial de nossa paróquia de agradecermos a Deus pelo sacerdócio que foi confiado aos homens, que buscaram assemelhar a sua vida à de Cristo.

Que a Virgem Santíssima, Senhora da Consolação e Correia, e Santo Agostinho, ajudem a todos nós, em especial a nós, sacerdotes, a repetirmos com ele em cada momento de nossa vida: Senhor, "Tu fizestes para Ti, e o nosso coração está inquieto enquanto não repousarmos em Ti".

Monsenhor Lucas Batista Neto - Pároco
Padre Carlos Sávio da Costa Ribeiro - Vigário Paroquial

 

+ mais

Ver os últimos eventos

22/08/2015
Programação Completa da Festa de Santo Agostinho 2015



PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA

"Tu nos fizestes para Ti, e o nosso coração está inquieto enquanto não repousar em Tí"(Santo Agostinho)


25/08 - Terça-feira - Abertura da Festa
             19h20 - Hasteamento das bandeiras;
             19h30 - Missa Solene, 50º aniversário de Ordenação Sacerdotal de Padre João Medeiros Filho;
Celebrante: Padre João Medeiros Filho
Tema: Vocação, um chamado à conversão

Noiteiros: Pastoral Vocacional, Pastoral da Liturgia (Leitores, Ministros, Acólitos, Canto, Sacristia e Acolhimento), Pastoral do Idoso; Terço da Saúde; Escola da Fé Santo Agostinho; Escola Bíblica São Jerônimo; Célia Porpino e família; Leonice e Família; Célia Costa e Família; Lúcio, Gina e família; Luiz, Cleide e Família; Elza Fernandes e Família; José Augusto, Sônia e Família; Azevedo, Izabel e Família; Joaquim Barros, Terezinha e Família; Marlene Moura; Joaquim e Família; Ari, Marizete e Família; Luiz, Nelma e Família; Elias, Angelina e Família.

Padrinhos do Altar: Eugênio, Graça e Família; Eliezer, Salete e Família; Márcio, Nelbe e Família.


26/08 - Quarta-feira             
            19h30 - Missa do Tríduo de Santo Agostinho
Celebrante: Padre Ranyer Oliveira de Almeida
Tema: A Eucaristia e a Reconciliação no caminho da conversão

Noiteiros: Pastoral Missionnária da Boa Vizinhança; Oficina de Oração e Vida; Legião de Maria; Renovação Carismática Católica; Missão Adorai; Movimento Apostólico de Schoenstatt (Mãe Peregrina, Liga dos Enfermos e Liga das Famílias); Adoradores de Sant'ana; Miro, Cleide e Família; Expedito, Noesira e Família; Ceci e Família; Pereira, Carminha e Família; Lula, Terezinha e Família; Dr Murilo e Família; Toinho, Lêda e Família; Hermes, Madalena e Família; Raimundo Barbosa e Família; Maria Ferreira e Família; José Freire Júnior, Joana e Família.

Padrinhos do Altar: Elan, Priscila e Família; Sebastião, Iêda e Família; Vicente, Nely e Família.


27/08 - Quinta-feira - Dia de Santa Mônica (Mãe de Santo Agostinho)             
            19h30 - Missa do Tríduo de Santo Agostinho
Celebrante: Padre Flávio José de Medeiros Filho
Tema: A conversão através da oração

Noiteiros: Pastoral do Batismo; Pastoral da Catequese; Pastoral da Crisma; Pastoral do Bem Estar; Pastoral de Eventos; Pastoral Familiar; Coral Infantil Os Serafins; Setores de Village dos Mares; Conjunto Universitário. José Luiz, Marluce e Família; Milton, Jacimara e Família; José Nogueira e Família; Neto, Silvânia e Família; Sunday, Ionara e Família; Geraldo, Silvana e Família; Helena e Família; Ivaldo, Bianca e Família; José de Macau e Família, Maria Gonçalves e Família; Moreira e Família; João Maria, Marlene e Família; Núbia e Família; Ciro Bandeira, Rosângela e Família; Conceição Marques e Família; Gilvânia Melo e Família; José Paiva, Irene do Vale e Família.

Padrinhos do Altar: Maxwell, Socorro e Família; Ciro, Cristiane e Família; Valdeci, Geneci e Família



28/08 - Sexta-feira - Dia de Santo Agostinho             
            19h30 - Missa do Tríduo de Santo Agostinho
Celebrante: Padre Carlos Sávio da Costa Ribeiro
Tema: Virtude, caminho que conduz a Deus

Noiteiros: Pastoral da Comunicação; Pastoral do Dízimo; Pastoral do Morador de Rua; Articuladores Paroquiais; Conselho de Assuntos Econômicos; Secretaria Paroquial; SEGUE-ME; ECC - Encontro de Casais com Cristo; Caravana Amor Fraterno; Setores Cidade Jardim, Área do CEI, Conjunto Mirassol; Alexandre, Marione e Família; Sunday, Ionara e Família; Geraldo, Silvana e Família; Helena e Família; Ivaldo, Bianca e Família; José de Macau e Família, Maria Gonçalves e Família; Moreira e Família; João Maria, Marlene e Família; Núbia e Família; Ciro Bandeira, Rosângela e Família; Conceição Marques e Família; Gilvânia Melo e Família; José Paiva, Irene do Vale e Família.

Padrinhos do Altar: Maxwell, Socorro e Família; Ciro, Cristiane e Família; Valdeci, Geneci e Família


29/08 - Sábado - Encerramento da Festa de Santo Agostinho             
            09h00 - Sacramento do Batismo
            19h30 - Missa Solene de Encerramento
Celebrante: Monsenhor Lucas Batista Neto
Tema: A conversão de Santo Agostinho

Noiteiros: Carlos Magno, Adriana e Família; Luzia e Família, Maciel, Fátima e Família; Família Lucas, Assis, Fátima e Família; Ciro, Edna e Família; Ozório, Elza e Família; Dra Hebe e Família; Ciro Bandeira, Rosângela e Família; Ana Lourdes, Hélido e Família; Caetano, Tereza França e Família; Todos os Paroquianos de Santo Agostinho e Santo Afonso.

Padrinhos do Altar: Cláudio, Gerusa e Família; José Nunes, Terezinha e Família; Martins, Élida e Família



PROGRAMAÇÃO SOCIAL

22/08 - Noite Italiana
           
21h00 - Salão Pastoral de Santo Agostinho

26 a 29/08 - Quermesse após a Missa
           
20h00 - Pátio da Igreja de Santo Agostinho


 











15/08/2015
Pe Sávio comemora 11 Anos de Sacerdócio (15/08/15)

Padre Sávio completou 11 anos de sacerdócio no último dia 04/08, porém a comemoração foi na Missa em Ação de Graças realizada na Igreja de Santo Agostinho, na noite desse sábado (15/8/15).
Arrodeado de familiares, parentes, amigos e paroquianos, Padre Sávio destacou esse momento importante em sua vida, na paróquia de Santo Afonso, depois de seis anos a serviço do Brasil, a frente de vários projetos junto a CNBB.
Várias homenagens ao final da celebração, destacamos a homenagem de sua mãe, Senhora Isabel, que falou um pouco da vida de Padre Sávio, desde a sua infância e o exemplo que o casal foi para ele e seus familiares.
Também compareceram os jovens Vitor - vindo de Recife/PE, e Ailton - vindo de Campo Grande/MS, representando todos os jovens do Brasil.
Cristiane, funcionária da Rádio Rural também prestou homenagem ao nosso vigário, bem como a Pastoral Familiar - representando as demais pastorais de nossa paróquia.

Fotos - Eloi Cirne


01/08/2015 Padre Edilson Nobre celebrou a Missa Solene de Encerramento da Festa de Santo Afonso (01/08/15)
31/07/2015 Padre Valmir Cândido celebrou a última novena da Festa de Santo Afonso (31/07/15)
30/07/2015 PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FESTA DE SANTO AFONSO 2015
Ver todos

Horário das missas

Igreja Santo Afonso

Segunda a sexta19h
Domingo8h - 19h

Igreja Santo Agostinho

Terça a sexta17h30
Sábado19h30
Domingo11h - 17h30

Capela do Campus

Domingo7h30 - 18h30 - 20h

Santos do dia

04 de Setembro - Santa Rosália

Rosália nasceu no ano de 1125, em Palermo, na Sicília, Itália. Era filha de

ler mais






Paróquia Santo Afonso
Av. Santos Dumont, S/N, Mirassol, Natal-RN afonsinforme@gmail.com
Tel: 84 3615-2855
September 4, 2015, 12:44 am

kflauber@gmail.com